3 Dicas para Cuidar do seu Jaleco

Quem trabalha na área da saúde sabe que o perigo está quase sempre onde nossos olhos não enxergam. Os agentes infecciosos são bem perspicazes: eles utilizam-se de instrumentos, objetos e acessórios para pegar uma carona até a próxima vítima.
Portanto o uso dos jalecos deve ser feito com muita responsabilidade, para que ele também não sirva de meio de transporte para esses vilões invisíveis.
Para evitar que você seja um propagador desses micro-organismos, é indispensável cuidar bem do seu jaleco. Adotando esses cuidados estará protegendo você e seu paciente de riscos de contaminação.

Lavar e Conservar

Cuidar do seu jaleco não é uma tarefa fácil, mas alguns truques podem ajudar você. Um deles é sempre que chegar do trabalho deixar a peça de molho em sabão neutro. Se possível lave a peça a mão e nunca friccione sobre a pedra do tanque ou com escova.
Se tiver que utilizar máquina de lavar ajuste para lavagem de tecidos leves. Assim você evita o desgaste do tecido, o aparecimento de bolinhas e o desbotamento. E nunca lave junto com outras roupas.
Em roupas coloridas, não utilizar alvejantes com branco óptico. Utilizar sabão neutro ou produto específico para cores para evitar o descoloramento ou manchar a peça.
Não utilizar água sanitária (ou outro produto a base de cloro), pois esta prática, além de enfraquecer o tecido e as linhas de costura, provoca amarelamento e manchas.
Se a peça tiver zíperes, estes devem estar fechados durante a lavagem.
Nunca deixe a peça ensaboada fora da água, pois pode apresentar manchas esbranquiçadas após lavagem.
Para aplicação do amaciante a peça deve estar bem enxaguada. Resíduo de sabão em contato com o amaciante provocam borras que grudam na roupa deixando a
acinzentadas, principalmente em peças coloridas e escuras.

Secar

Recomenda se sempre secar à sombra, pois os tecidos de poliéster tem a vantagem de secarem rapidamente. A peça deverá estar pelo lado avesso e em um cabide.

Passar

Como a maioria dos tecidos utilizados na confecção de peças contem poliéster na sua composição, o ideal é que estas peças não sejam passadas a ferro. Mas fazendo-se necessário esta prática, é muito importante que o ferro sempre esteja em temperatura baixa.
Use uma fronha, fralda, ou material adequado para que a peça não fique em contato direto com a chapa de base do ferro. Você também poderá utilizar outro recurso: passar a peça pelo avesso. Assim você estará protegendo a peça e evitará que ela fique com um aspecto “brilhante”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *